A Influência da Música em Nossas Vidas

A Influência da Música em Nossas Vidas

A música é uma linguagem universal capaz de despertar emoções e sensações únicas. Às vezes, mesmo ouvindo alguém cantando em um idioma desconhecido, ainda podemos sentir o que eles estão tentando transmitir, mesmo que não saibamos o que a letra significa. O que sabemos é que eles estão expressando algo alegre, triste ou dramático, etc. A influência da música em nossa alma é tão ampla.

Música é como chocolate, quase todo mundo gosta disso. Este tem sido o caso para sempre. Desde que diferentes culturas começaram a se formar, sempre houve um lugar para sons rítmicos que podem comunicar nossos sentimentos. Em todas as épocas e civilizações, essa forma particular de expressão existiu e em muitos estilos variados.

Sem perceber, muitas vezes olhamos para a música para expressar sentimentos que estão nos sobrecarregando. Na música, encontramos um lugar onde essas emoções podem transbordar livremente sem prejudicar ninguém. Em outras ocasiões nos reunimos para dançar e deixamos o ritmo da música nos levar. Em outras ocasiões, procuramos a música para nos tranquilizar, ou talvez para estudar ou nos ajudar a trabalhar. Mas como a influência da música realmente afeta nossas mentes?

Experimentando com música

A Faculdade de Psicologia da Universidade BUAP, no México, realizou uma interessante experiência, liderada pelo professor Roberto Valderrama Hernández. Seu objetivo era descobrir o efeito da música “pesada” na ansiedade. Por meio da música “pesada” estamos nos referindo à música com um ritmo irregular, rápido e distinto, tocada em um volume muito alto. Basicamente, o que estamos falando aqui é heavy metal.

O estudo incluiu 137 sujeitos. Entre eles estavam 31 homens e 106 mulheres. A idade média era de 20 anos e todos eram estudantes de psicologia. Primeiro, eles fizeram um teste para medir seu estado de ansiedade. Eles então tiveram que ouvir fragmentos de metal pesado por 5 minutos de cada vez. No total, eles ouviram 47 minutos de música.

O pesquisador observou que, durante esses períodos de escuta, os participantes ficavam cada vez mais inquietos. Eles expressaram isso mudando constantemente de posição e movimentos erráticos de mãos e pés.

Valderrama concluiu que esse tipo de música estimulante aumenta o nível de ansiedade. A explicação para isso é que esses tipos de ritmos estimulam intensamente o sistema nervoso simpático, o que, por sua vez, aumenta a tensão física e psicológica. Se isso não for liberado através de movimentos como dançar ou pular, a energia se acumula e dá origem a sintomas do tipo ansiedade.

A influência positiva da música

O fato de que as notas musicais geram energia não é um problema em si. O problema surge quando essa energia não pode ser liberada por meio de algum tipo de atividade física. Música “pesada” ou alta é ótima em situações que exigem um comportamento energético ou competitivo.

Por outro lado, as notas musicais também têm a capacidade de nos relaxar. Isto é conseguido por gêneros que têm ritmos mais regulares, mais lentos e com um volume menor. Algumas peças de música clássica ou instrumental, e até mesmo a luz, podem nos ajudar a nos tranquilizar. Eles são usados ​​até mesmo em lugares onde a radioterapia ou tratamentos médicos agressivos estão sendo realizados.

A ciência conseguiu estabelecer que os ritmos musicais estimulam diferentes áreas do cérebro. De fato, pesquisas da Universidade da Flórida sugerem que os ritmos musicais oferecem mais ativação cerebral do que qualquer outro estímulo conhecido. Estes são os principais efeitos positivos da influência da música:

  • Isso fortalece o aprendizado e a memória.
  • Regula os hormônios relacionados ao estresse.
  • Experiências e lembranças agradáveis ​​são evocadas.
  • Afeta os batimentos cardíacos, a pressão arterial e o pulso.
  • Modula a velocidade de nossas ondas cerebrais.

Os cientistas também provaram que a boa música fortalece o sistema imunológico, tornando-nos mais saudáveis. Há uma razão por trás do fato de que as vacas dão mais leite quando as sonatas de Mozart são tocadas para elas. E não é uma coincidência que as plantas floresçam mais quando há música de fundo. A chave é encontrar o ritmo que pode nos beneficiar em qualquer situação. Desta forma, a influência da música pode ser uma influência positiva real em nossas vidas.